O que você procura?

Home Oeste é terceira região mais rica de SC; veja municípios com maiores PIBs

Oeste é terceira região mais rica de SC; veja municípios com maiores PIBs

Região teve crescimento abaixo da média estadual, mas municípios maiores se destacaram

Fonte: NSC

Última atualização: 2023/12/16 11:16:04

São Miguel do Oeste está em 7º lugar / Foto: DIvulgação

 

O Oeste de Santa Catarina foi novamente a terceira região catarinense mais rica, com maior participação no Produto Interno Bruno (PIB) dos municípios. Os dados são referentes a 2021 e foram divulgados nesta sexta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com as outras cinco regiões do Estado, o Oeste teve o quarto maior crescimento entre o PIB de 2020 e de 2021, com 16,7% de aumento. A variação ficou abaixo da média estadual, que foi de 22,7% de acréscimo.

A soma das riquezas produzidas pelas 118 cidades da região foi de R$ 71,6 bilhões, o que corresponde a 16,7% do total do PIB catarinense. A participação do Oeste no PIB produzido em todas as regiões oscilou pouco menos de um ponto percentual para baixo.

Principal cidade da região, Chapecó teve o maior volume de PIB por municípios na região, com R$ 13,6 bilhões de riquezas produzidas na cidade naquele ano. Em seguida, aparecem Caçador (R$ 4,7 bilhões), Concórdia (R$ 4,5 bilhões), Videira (R$ 3,4 bilhões) e Xanxerê (R$ 2,6 bilhões).

Na comparação das cidades do top 10 do ranking com o desempenho do PIB de 2020, Xaxim, com aumento de 27%, e Xanxerê, com alta de 23,8%, são as que mais se destacaram.

Entre as regiões, o Vale do Itajaí foi novamente a mais rica de Santa Catarina, aumentando a vantagem sobre o Norte catarinense, área com o segundo melhor desempenho do Estado.

Veja as 10 cidades mais ricas do Oeste de SC

1º – Chapecó: R$ 13,6 bilhões (+14,3%)
2º – Caçador: R$ 4,7 bilhões (+20,5%)
3º – Concórdia: R$ 4,5 bilhões (+15,4%)
4º – Videira: R$ 3,4 bilhões (+17,2%)
5º – Xanxerê: R$ 2,6 bilhões (+23,8%)
6º – Joaçaba: 2,3 bilhões (+21%)
7º – São Miguel do Oeste: 2,1 bilhões (+16,6%)
8º – Maravilha: R$ 1,7 bilhão (+6,25%)
9º – Pinhalzinho: R$ 1,5 bilhão (+15,4%)
10º – Xaxim: R$ 1,4 bilhão (+27,3%)

deixe seu comentário

leia também