Home Retrospectiva 2023: Polícia Civil fecha o ano com recordes de produtividade e combate intenso à criminalidade

Retrospectiva 2023: Polícia Civil fecha o ano com recordes de produtividade e combate intenso à criminalidade

Para o delegado-geral da PCSC, Ulisses Gabriel, os números refletem o comprometimento e a qualidade dos profissionais que atuam na Polícia Civil de Santa Catarina

GOV.SC

Última atualização: 2023/12/26 9:01:52

Foto: Divulgação / PCSC

A Polícia Civil de Santa Catarina obteve resultados expressivos em 2023. Um dos principias indicadores da PCSC é a queda dos casos envolvendo crimes violentos. O percentual de homicídios caiu 2,46%; crime de lesão corporal seguida de morte também registrou redução de 31,5% e latrocínio caiu em 47%. Outro dado importante é o recorde no número de cumprimentos de mandados de busca e apreensão, que cresceu 59,67% e de mandados de prisão que aumentou em 66%.

Para o delegado-geral da PCSC, Ulisses Gabriel, os números refletem o comprometimento e a qualidade dos profissionais que atuam na Polícia Civil de Santa Catarina. “Mérito dos nossos policiais, com o apoio do governador Jorginho, integração com o Ministério Público e a agilidade do Poder Judiciário”, disse o delegado-geral.

Investimentos

O investimento do Governo do Estado na PCSC ultrapassa os R$ 32 milhões e permitiu a renovação da frota com 281 novas viaturas e modernização do parque tecnológico com a aquisição de 854 estações de trabalho, 80 notebooks, drones, câmeras fotográficas e softwares. Houve avanços significados
no combate a crimes de estelionato, corrupção, lavagem de dinheiro, combate ao tráfico de drogas, crimes de internet, de racismo e intolerância com o incremento nas delegacias especializadas, recursos tecnológicos e policiais altamente capacitados.

Corrupção

A PCSC também atuou fortemente no combate à corrupção e 2023 foi um marco para Santa Catarina. A Coordenadoria Estadual de Combate à Corrupção (Cecor/Deic) realizou 23 operações policiais, em 28 municípios catarinenses. O número de prisões aumentou em 163% em comparação ao ano de 2022, com 21 prisões realizadas. Cinco agentes públicos foram afastados dos cargos. Mais de R$ 6,6 milhões em bens foram sequestrados.

SOS Animais

Dentre as novidades implantadas ao longo do ano, destaque para a Delegacia de Proteção Animal, que atua em 13 municípios da Grande Florianópolis. Desde que foi ativada a DPA realizou 54 operações policiais e  já recebeu 1.914 denúncias; instaurou 97 inquéritos policiais; prendeu 13 pessoas em flagrante por maus-tratos e lavrou sete termos circunstanciados em flagrante. Outra vertente da atuação da DPA
é na conscientização de crianças, adolescentes e adultos por meio palestras em escolas, universidades e participação em eventos de adoção animal. Há ainda o SOS Animais, espaço dedicado para que tutores possam encontrar pets perdidos.

Proteção à Mulher

A Polícia Civil, com total apoio do governador Jorginho Mello, está ampliando seus sistema de atendimento e proteção das mulheres vítimas de violência. Além das 32 Delegacias de Proteção à Criança,
Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI), 26 novas Salas Lilás foram implantadas nas Centrais de Plantão Policial (CPP). As salas são espaços especiais que evitam que uma mulher vítima de agressão fique exposta na delegacia. Outro meio de buscar ajuda é pelo site pc.sc.gov.br, local onde a mulher pode inclusive solicitar medida protetiva.

Comunidade

site da PCSC também recebeu um incremento facilitando o acesso da população aos serviços prestados pela Polícia Civil, sem a necessidade de se deslocar até uma delegacia. Além de obter online o atestado
de antecedentes, o cidadão pode fazer o boletim de ocorrência online. Também foi desenvolvido pela Gerência de Tecnologia da PCSC o Serviço Único de Denúncias, local que centraliza o recebimento das informações. Com o uso de inteligência artificial, a denúncia é transcrita e encaminhada à unidade policial competente.

Portal Foragidos

A PCSC também colocou no ar o Portal Foragidos, com imagens e histórico policial dos principais criminosos que estão foragidos. Alimentado com informações da Delegacia de Capturas (DCAP/DEIC) o portal é uma importante ferramenta para que o cidadão possa colaborar com a Polícia Civil de Santa
Catarina e com a Justiça, repassando informações de paradeiro, veículos, pessoas com quem o foragido está se relacionando colaborando assim para tirar mais um criminosos de circulação.

Proteção às escolas

Por meio de sua Diretoria de Inteligência (DIPC) e do ciberlab, a Polícia Civil mantém uma vigilância ampla e constante de possíveis ameaças às instituições de ensino, disseminadas por redes sociais. Na operação Santa Catarina, Presente! em dois dias, 1.632 escolas foram visitadas por equipes das forças de segurança envolvendo 542.537 alunos. O exercício integrado teve como foco reforçar os protocolos de segurança nas escolas, garantindo assim a tranquilidade de estudantes, professores e alunos.

Planejamento Estratégico

O delegado-geral, Ulisses Gabriel lembrou que ao assumir a condição este posto recebeu do governador Jorginho o pedido para qualificar o atendimento ao cidadão e ser linha dura contra a criminalidade. “A partir daí criamos um planejamento estratégico de atuação para combater o crime, para melhorar cada vez mais o ambiente de trabalho do policial, para poder recepcionar melhor a vítima, para buscarmos
processos de gestão que devem ser aplicadas à Polícia Civil para que ela seja mais eficiente e também situações envolvendo orçamento e inspiração, motivação dos servidores”, enfatizou o delegado-geral.

deixe seu comentário

leia também